Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Salvador tem 46 taxistas mortos por covid-19; mortalidade é seis vezes maior que taxa geral - Rádio Nova Onda S.A

Fale conosco via Whatsapp: +55 71 99911-4253

No comando: ENCONTRO COM AMADO BATISTA

Das às

No comando: CONEXÃO SERTANEJA

Das 06:00 às 08;00

No comando: SUPER GOSPEL

Das 07:00 às 09:00

No comando: PAGODEAR

Das 07:00 às 10:00

No comando: SHOW DA MANHÃ

Das 08:00 às 11:00

No comando: SHOW DA MANHÃ

Das 08:00 às 11:00

No comando: DOMINGÃO TOTAL

Das 10:00 às 13:00

No comando: ONDA DE SUCESSOS

Das 13:00 às 16:00

No comando: ADORA TOP

Das 16:00 às 19:00

No comando: UM TOM A MAIS

Das 16:00 às 19:00

No comando: SÓ ROOTS CONEXÃO REGGAE

Das 19:00 às 22:00

No comando: A HORA DE AMAR

Das 20:00 às 22:00

Salvador tem 46 taxistas mortos por covid-19; mortalidade é seis vezes maior que taxa geral

Para cada mil taxistas, seis morreram por causa do coronavírus

Salvador já teve 46 taxistas mortos em decorrência da covid-19. Cinco deles não resistiram à doença em 2021. Considerando a população de 7,3 mil profissionais da área, a mortalidade é de seis óbitos para cada mil taxistas, número maior que o da capital baiana, se for considerado o total da população (2,9 milhões) e o número de mortes por covid-19 na cidade (3,3 mil), o que dá um óbito a cada mil soteropolitanos.

A última das 46 vítimas morreu nessa quarta-feira (20). É José Ailton França de Jesus, 53 anos, mais conhecido como Pepita. Ele era morador do Jardim das Margaridas e estava internado há dois meses, segundo Denis Paim, presidente da Associação Geral de Taxistas (AGT).

“Estamos preocupados, pois temos outros profissionais internados. Já tive que levar dois colegas para a UPA neste mês. Eu espero que não morra mais nenhum, mas nessa realidade pode aumentar os dados e possa ser que eu seja o próximo”, lamentou Denis, responsável pelo levantamento.

A Secretaria Municipal da Saúde de Salvador (SMS) e a Comissão de Taxistas da Bahia foram procuradas, mas informaram que não realizam essa contagem de óbitos.

“Eu acho que a covid-19 não tem pegado só a nossa categoria, mas todas. Só que a gente tem revelado os dados, tornando público a situação para que as pessoas entendam a dimensão do problema. Mas rodoviários e motoristas de aplicativos também estão sendo igualmente afetados”, aponta Paim.

O CORREIO procurou Daniel Mota, diretor de comunicação do sindicato dos rodoviários, que contabilizou a morte de 21 servidores só em 2020 por causa da covid-19. Já o Sindicato dos Motoristas de Aplicativos, Condutores de Cooperativas e Trabalhadores Terceirizados em Geral da Bahia (Simactter) não retornou o contato até o fechamento desta matéria.

Deixe seu comentário:

Banner Rotativo